The Betches 

É verdade que apesar de loira tenho mais de 2 neurónios, é verdade que sou uma mulher de trabalho e é a ele que dedico quase todo o meu tempo, e também é verdade que tenho as minhas prioridades muito bem definidas, mas isso não significa que não seja a rainha da futilidade e dedique parte das minhas férias a ler livros 100% fúteis que me fazem rir do início ao fim… ou até à pág 98… de miúdas igualmente fúteis e inteligentes ao ponto de tornar a sua futilidade num negócio como as Betches!
Algures no Verão passado, ou no outono já não me recordo, li um artigo, numa revista que também já não me recordo, sobre o fenômeno que estavam a ser as Betches nos Estados Unidos, fui espreitar o site, vi que a base era um blog mas não comecei a segui-lo que trabalho e não tenho tempo para isso. Optei por segui-las no instagram, e desde então tenho-me rido com a maioria dos disparates que postam. 

Comprei o livro para relaxar durante os poucos dias de descanso que vou ter de férias e até agora não me arrependi. É impossível não me rever na maioria dos disparates que escrevem quando tinha a idades delas. O facto de ser europeia, de nunca querer depender de um homem para me sustentar e de ser de uma geração completamente diferente, faz muita diferença, mas a base era a mesma, a beleza e as noitadas é que eram importantes. O cerimonial que era para irmos para a Kapital. Não é o livro que vai marcar as vossas vidas, que vai ensinar a uma pessoa de 39 anos algo de novo, mas é aquele que precisamos ler quando nos queremos rir, e o ideal para esvaziar a cabeça quando temos 2 livros de estratégias comerciais para ler.