Urucum

Com o inicio da primavera vem o dilema de, como usar vestidos sem meias com pernas brancas? Para mim, o mais eficaz é o autobronzeador que em segundos ficamos óptimas. Mas chega aquela altura em que queremos mesmo é cor natural. É nessa altura que entra o urucum.

Conheci os produtos na minha primeira ida ao Brasil e fiquei fã. Usado pelos índios da Amazónia para tingir a pele, rapidamente a industria da cosmética o começou a usar nas linha de praia. O primeiro que usei era caseiro e comprei-o a uma sra na praia. Um fresquinho com óleo de qualquer coisa cheio de sementes de urucum. Não se podia entornar de mais, que lá se ia a toalha de praia ou o bikini, mas a pele ficava logo com cor. Ficava com um bronzeado castanho alaranjado. Era bonito mas faltava-lhe brilho. O cheiro era péssimo mas o resultado bom, e sempre que alguém ia para o outro lado do Atlântico encomendava urucum.

Há uns 5 anos o boticário lançou a linha urucum com canela e terminaram as encomendas… e o cheiro desagradável na praia!

Em versão óleo ou loção, conjuga as propriedades do urucum com o brilho e cheiro da canela. O resultado final é um bronzeado castanho dourado dos mais bonitos que já vi!

20130504-153408.jpg

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s