Spotify

Faz mais ou menos um ano que o meu amigo Schnoof me apresentou a app do Spotify e amei. É a app ideal para aqueles que como eu gostam de musica e não têm paciência para fazer downloads e uploads!

Apesar de vir duma família ligada à musica, nunca tive paciência para fazer downloads de musicas e andar a pesquisar para fazer CD’s. Passava a vida a chatear o meu namorado para fazer os downloads, e fazia os cd’s com as musicas que lhe pedia… e as que lhe “roubava”. Acabou o namoro e acabaram as musicas sem chatice! Em 2010 veio o Ipad e tentei enfiar lá todas as musicas que tinha, mas era uma canseira introduzir tudo no itunes, e tinha de andar sempre com um peso extra na mala. Chateei-me com as compilações de musica e passei a viver colada à radio. Em 2013 conheci o Spotify e resolveram-se todos os problemas. A app dá para pc, iphone e ipad. Não tenho de carregar pesos extras e tenho sempre musica da boa! É tudo legal, não tem virus, não dá chatices e ainda podemos seguir as playlists dos amigos. Durante o ano de 2013 segui a playlist do Schnoof, de seu nome “Pior que a cidade FM”, sempre actualizada com os hits do momento. Em 2014 decidi voltar a fazer as minhas compilações. Descobri que tinha mais de 300 musicas no Shazam (outra app fantástica), filtrei as playlists do Schnoof e ainda andei a roubar musicas noutras playlists. Ainda falta muita musica… chillout ,jazz, blues e companhia ainda está tudo no disco externo mas até ao final do ano conto ter tudo!

spotify-logo-primary-vertical-light-background-rgb

Dia de Namorados em casa by Hugo Nascimento

Toda a gente sabe que arranjar mesa para jantar fora no dia dos namorados é pior que encontrar espaço para pôr a toalha na praia de Carcavelos no 15 de agosto. Muitos são os que ainda procuram reservas, vão para filas horas e horas para celebrar o amor e chegam a casa exaustos já sem vontade de o fazer. Outros aprendem com a experiência e celebram em casa e em bom!

A contar com isso o chef Hugo Nascimento, da Tasca da Esquina, preparou umas receitas fantásticas:

20140211-203823.jpg

20140211-203832.jpg

20140211-203839.jpg

E quem não tem namorado nem o dom de cozinhar?!?

All You Need Is Love @ Príncipe Real

O dia dos namorados está a chegar e eu não vou repetir o que penso em relação a este dia que já o referi aqui o ano passado. Ainda assim há eventos em torno da data que prometem diversão à seria e me parecem muito mais engraçado que um jantar a dois… depois de vinte horas de espera na fila do restaurante da moda mesmo com marcação. O All you need is love que irá decorrer no Príncipe Real é um deles!

Está agendada uma tarde muito engraçada com um mercado entre as 12h e as 22h com flores para oferecer às namoradas, peças de design, moda, arte e joalharia, que é bem mais giro que ursinhos de peluche com corações a dizer i love you. Chocolates que é óptimo para acalmar os nervos das namoradas pirosas que não conseguiram levar a jantar, por não conseguir vaga nos restaurantes da moda e parecer mal levá-las ao mcDonalds que era onde mereciam estar, e para consolar as românticas, e algumas desesperadas, que não conseguiram namorado para a data. Gourmet para ter o que comer quando a fome apertar e não haver uma única mesa em qualquer restaurante.

As 16h começa a festa à seria com um Dj a dar início ao Baile do Amor, e por volta das 19h quando já estiver tudo bem animado começam os Blind dates para aqueles que quiserem mesmo um namorado/a para o dia.

20140210-003416.jpg

Braganzia

Desde o ano passado que ando deserta para falar deste projecto mas nunca mais saía para o mercado e não queria estragar a surpresa à minha amiga Simoneta.

Braganzia é um projecto apaixonante de joalharia portuguesa inspirada no séc. XVIII e XIX. Eu, que adoro as peças desta época, rendi-me ao seu encanto assim que vi as primeiras imagens dos protótipos. A ideia de personalizar/combinar varias peças numa só faz com que uma joia se transforme em muitas joias, o que é muito pratico e faz as minhas delicias!

+
=
Ou

As possibilidades são inúmeras, e para além dos brincos existem ainda as pulseiras e os colares de época.