Kare Design Inauguração

Esta semana foi a inauguração da kare em Campo de Ourique. Bailarinos, que encarnavam diferentes personagens, circulavam por entre convidados, dançavam e representavam.

Foi uma abertura em grande que nos proporcionou uma noite muito divertida.

 

 

Advertisements

Virgílio Seco – Mutações de Ouro e Prata 

Fim de semana de chuva é o ideal para pôr a cultura em dia e ver exposições. A não perder está a de Virgílio Seco, na Casa Museu Medeiros de Almeida, com entrada gratuita. Querem melhor?!?

“Mutações de Ouro e Prata” é a nova exposição do joalheiro e está patente até dia 18 de Fevereiro e tem um pouco de tudo. Colares, anéis, brincos e pulseiras, e pela primeira vez apresenta dez objetos utilitários em prata, entre eles dois serviços de chá e castiçais.

Créditos Fotográficos: Rui Ferreira Silva

Casa-Museu Medeiros e Almeida
Rua Rosa Araújo, 41 – Lisboa
Tel. (+351) 21 354 78 92
www.casa-museumedeirosealmeida.pt
De 2.ª a 6.ª feira das 13H00 às 17H30 | Sábados das 10H00 às 17H30
Encerra aos domingos

Il Mercato – Uma espécie de Little Italy em Lisboa

A propósito de novos restaurantes, faz mais ou menos 2 semanas falava com um amigo em irmos jantar ao Il Mercado em fevereiro. Longe estava eu de saber que iria ser convidada para a inauguração e provar os pratos deliciosos do Chef Tanka em primeira mão.

Depois dos milhões de prémios com as pizzas napolitanas do Forno d’Oro e do Come Prima Tanka decidiu trazer um mercado italiano para o centro do Páteo Bagatela, onde dá a conhecer o mundo da cozinha italiana no seu expoente máximo, com os produtos e combinações de pratos únicos. Até a mozzarella de búfala de avião no próprio dia diretamente da Campania . Como se isso por si só não fosse motivo suficiente para ter uma refeição neste espaço, aqui ainda podemos ser nós a escolher os produtos, fazer as nossas próprias combinações, e compra-los a peso para usufruir no espaço ou levar para casa.  São 20 tipos de massa fresca feita em frente aos clientes, com ovos biológicos para os mais saudáveis ficarem felizes, e todos os dias são preparados molhos para combinar com cada uma delas. Para os que como eu são péssimos na cozinha, o melhor mesmo é optar pelos novos pratos de Tanka Sapkota.

 

 

 

 

 

 

Welcome 2017

2016 foi o ano das malas, das pessoas e dos 40, mas acima de tudo muito gratificante!

Ao contrário do previsto foi um ano duro, com alguns imprevistos que me fizeram ter de enfrentar uma lado menos Pink da vida. Mas foi exactamente nessas alturas Deus me enviou pessoas fantásticas que me ajudaram a passar por tudo com uma leveza inacreditável.

Em 2016 aprendi a fazer malas e mudanças como ninguém. Aprendi a circular pelo hospital de Santa Maria de olhos fechados e quais os parques mais baratos, mas acima de tudo aprendi que a vida é para ser vivida ao máximo e a rir de tudo isto. 

Passados 3 anos tirei férias à seria, fui para a Grécia com a minha amiga do coração e quase sem dormir descobrimos ilhas fabulosas que todos têm de conhecer. Fui, mais uma vez com a minha amiga do coração, para Ibiza ter com a minha recente mas grande amiga espanhola que a única forma que tenho de a descrever  é “um coração com pernas”, onde passei dias e noites incríveis sempre ao som das espanholadas que tanto amo! 

Em 2016 conheci um casal fantástico que sem saber foi um dos meus pilares de apoio enquanto diariamente enfrentava a vida hospitalar. Ensinaram-me tácticas de negócios, puseram-me a desenvolver projectos que estavam na gaveta e deram-me dicas preciosas ao sabor de uns sumos de melancia deliciosos. Provaram-me que não estava errada em relação as relações e à vida a dois… mas não me convencem em relação a filhos, pelo contrário!

2016 provou-me mais uma vez que consigo sempre enfrentar o mundo com esperança e optimismo, cair e levantar-me e estar quase sempre de sorriso nos lábios.

Para 2017 estão muitos projectos em calha, mas peço apenas, e mais uma vez, o desejo que se tem vindo a realizar ano após ano: Ser feliz aconteça o que acontecer!

Uma decada depois… 

Lembro-me perfeitamente de entrar nos 30 feliz da vida. Ao contrário das minhas amigas que iam demonstrando alguma tristeza, sempre achei que os trinta é que eram… e foram!

Passou uma década e saí dos trinta com a mesma sensação com que entrei. Até agora foram sem dúvida os melhores anos da minha vida. Jovem e sem as inseguranças dos 20, independente, aberta ao mundo, sem ter de mostrar que já era crescida, e literalmente nas tintas para o que os outros pensam. Finalmente percebi o que os brasileiros queriam dizer com o “a mulher depois dos trinta é muito mais mulher!”

Hoje entro nos 40 com o mesmo entusiasmo que entrei nos 30. Estou mais velha é um facto, tenho mais rugas, mais cabelos brancos,  muito mais experiente, mas acima de tudo com mais 10 anos de felicidade em cima!

A ser verdade que os 40 são os novos 30, acabo de entrar na segunda melhor fase da vida!!! :))))

Ficam alguns momentos desta década fabulosa…



Penteados para Festivais de verão!

Os Festivais de verão estão aí à porta e se todos já sabem mais ou menos o que vestir para a ocasião, quase ninguém sabe o que fazer com os cabelos!

Vá-se lá saber porquê escolhem sempre locais ventosos para os festivais de verão, e nós ficamos sempre descabeladas. Confesso que não sou muito de cabelos apanhados, mas sou muito menos de tê-los a toda a hora na cara. Se é para apanhar que seja em bom!

A pensar em todas nós que queremos ir giras, sem o básico rabo de cavalo, nem o cabelo esvoaçante, o Slash criou o FESTIVAL MENU 2016 composto por seis penteados de tranças, inspirados nos melhores festivais internacionais.

 

Print

Print

Print

Print

Print

Print

Tendo em conta que esta primavera o S. Pedro nos tem presenteado com dias fantásticos de vendaval, temos a desculpa ideal para começar a testa-los, um por um, e ver qual nos fica melhor!