Il Mercato – Uma espécie de Little Italy em Lisboa

A propósito de novos restaurantes, faz mais ou menos 2 semanas falava com um amigo em irmos jantar ao Il Mercado em fevereiro. Longe estava eu de saber que iria ser convidada para a inauguração e provar os pratos deliciosos do Chef Tanka em primeira mão.

Depois dos milhões de prémios com as pizzas napolitanas do Forno d’Oro e do Come Prima Tanka decidiu trazer um mercado italiano para o centro do Páteo Bagatela, onde dá a conhecer o mundo da cozinha italiana no seu expoente máximo, com os produtos e combinações de pratos únicos. Até a mozzarella de búfala de avião no próprio dia diretamente da Campania . Como se isso por si só não fosse motivo suficiente para ter uma refeição neste espaço, aqui ainda podemos ser nós a escolher os produtos, fazer as nossas próprias combinações, e compra-los a peso para usufruir no espaço ou levar para casa.  São 20 tipos de massa fresca feita em frente aos clientes, com ovos biológicos para os mais saudáveis ficarem felizes, e todos os dias são preparados molhos para combinar com cada uma delas. Para os que como eu são péssimos na cozinha, o melhor mesmo é optar pelos novos pratos de Tanka Sapkota.

 

 

 

 

 

 

Advertisements

Come Prima-Novo Menu – O Italiano com Ingredientes Portugueses

Desde o final de 2002 que sou fã do restaurante Come Prima, mas ver o melhor dos restaurantes italianos apresentar o seu novo menu com ingredientes portugueses não só me deixa orgulhosa do nosso país como ainda me faz gostar mais do Chefe Tanka Sapkota.

O Chefe Nepalês, o único em portugal que conta com 3 distinções internacionais, deu ontem a conhecer 3 dos 5 pratos do novo menu no restaurante Come Prima. O que distingue este novo menu é o facto de Tanka se ter lançado o desafio de criar 5 pratos com ingredientes portugueses.

Para entrada foi servida uma entrada de mexilhões – “Impepata di cozze de Lagos”

003

para 1º prato um “Spaghetti nero con gamberetti di Algarve e percebes di Berlengas”, um Spaghetti nero com camarão, percebes, tomate cherry e limão.

006.jpg

Para 2º prato “Ravioli di Santola national”, um Ravioli com sapateira, batata e queijo de cabra abafado da Serra de Serpa

013.jpg

Para 3º Prato Rigatoni con Ragu de Maiale di Alentejo… sim 3º prato que os Italianos com os seus pasta, anti pasta, etc etc etc, não param… e o pior é que gostamos que assim seja! Ragu de porco preto alentejano de bolota, com tomate ervas frescas e queijo de cabra abafado da serra de Serpa.

009

Para sobremesa o mítico tiramissu com biscoitos Savoiardi embebidos em café, entremeados por um creme à base de queijo mascarpone e cacau.TFoto roubadíssima Aos Tais (www.ostais.pt)

Do novo menu fazem ainda parte o “Spaghetti nero Gambero Rosso de Algarve”

 

011

e o “Spaghetti con Vongole Verace di Óbidos”, com ameijoa de Óbidos 005

 

Obrigada Tanka por este convite!
015.jpg

Para quem desconhece ficam aqui as 3 distinções internacionais:

– O atestado de Hospitalidade Italiana, atribuído pelo governo de Itália, um galardão que certifica a qualidade global do COME PRIMA, equiparado aos melhores restaurantes italianos no mundo.

016

– O atestado de Pizza Certificada Napolitana, atribuído pela Associação Pizza Verace Napolitana, a mais alta distinção atribuída no universo das pizzas, “a estrela Michelin das pizzas”. Esta é a confirmação de que as pizzas do COME PRIMA seguem, nos seus ingredientes e nas suas várias etapas de confeção, todas as regras que se impõem para uma pizza genuína e de alta qualidade;

018

– O atestado de Excelência Italiana, uma distinção confirma a autenticidade e a qualidade do COME PRIMA enquanto restaurante de matriz italiana.

017

 

Come Prima – Rua do Olival 258.
O estacionamento não é fácil. Recomendo uma viagem de Uber – Para quem instala agora a app fica o código promocional que oferece uma viagem gratuita – x97pyfhkue

Forno D’Oro!

Ontem foi a apresentação do restaurante Forno D’Oro, a nova pizzaria do chefe nepalês Tanka Sapkota.

Com um forno de ouro que coze pizzas em 60 segundos, o restaurante prima pela qualidade e tradição da cozinha italiana. Todos os ingredientes são portugueses, e grande parte das ervas usadas nos temperos são da mini horta que Tanka fez no terraço de sua casa, o que torna tudo bem mais saboroso. A ideia é explorar o conceito pizzas com cerveja, e para isso conta com uma variedade de 35 cervejas artesanais. O projecto ficou a cargo de Cristina Santos Silva, e tal como as já famosas trufas de Tanka, é delicioso!

(null)

(null)

(null)

(null)